Cats.blog.br

Hipertireoidismo: Saiba os sintomas e tratamento da doença

Dentre vários problemas de saúde em gatos, o hipertireoidismo é um dos mais comuns. Geralmente, os gatos mais afetados tem mais de 10 anos de idade. Mas, o que é o hipertireoidismo? e quais são os sintomas e tratamentos? Fique tranquilo, iremos explicar tudinho aqui nesse artigo.

O que é Hipertireoidismo?

Se trata de uma alteração hormonal, que é bastante comuns nos gatos. A sua principal caraterística é o mal funcionamento da glândula tireoide. Depois, o corpo do gato começa a produzir a excessivamente o hormônio T4. O corpo do gato sofre, e vários órgãos são atingidos por conta do excessivo de hormônio tireoidiano.

De maneira mais simples, o hipertireoidismo causa uma aceleração no metabolismo do gato. E isso faz com que os órgãos do felino, trabalhem de maneira acelerada, levando sérias consequências.

Quais os sinais que o gato tem a doença? 

– Energia acima do normal. No inicio, ele vai esta muito ativo, e com uma energia acima do normal. Logo após, tem uma queda brusca de energia, e fica muito cansado.

– Muita sede e fome. O seu gato vai ter um aumento na necessidade de beber água, e uma fome incomum.

– Menos peso. A diminuição do peso do animal é visível.

– Vômitos podem ocorrer, além de uma alteração na sua pelagem.

– Agressivo. O seu gato que antes poderia ser dócil e carinhoso, muda para um gato agressivo.

Desconfiou? leve ao veterinário.

Não perca tempo. Saiba que se o diagnóstico for feito feito ainda precocemente, o seu gato não sofrerá muito. Mas, se a descoberta da doença for feita muito tarde, vários órgãos podem ser afetados, e pode levar o gato a morte.

Os sintomas da doença são parecidos com outros problemas que podem ocorrer em um gato, por isso a importância da consulta em um veterinário.

Você já descobriu que o seu gato realmente tem a doença, e agora?

Depois da analise de um profissional, e a comprovação da doença, é preciso buscar soluções para o problema. Como os hormônios estão em níveis elevados, é preciso trabalhar para diminuir essa quantidade. Geralmente, o tratamento termina em um final feliz.

– Cirurgia. Em alguns casos, é necessário uma cirurgia para a remoção da glândula de tireoide. Nesse caso, o problema será resolvido, mas, é preciso ter alguns cuidados com a anestesia. Por causa idade, o uso da anestesia em alguns gatos, pode não ser indicado.

Medicamentos. É bom frisar que esse procedimento, não cura a doença. Por outro lado, não é preciso uma intervenção cirúrgica.

– Iodo radioativo. Essa é uma opção que tem poucos efeitos colaterais e complicações. Com esse método, não é preciso uma cirurgia.  A aplicação é feita por injeções para destruir o tecido que é afetado. Uma dificuldade que tem nesse método, é a dificuldade de encontrar algum profissional para fazer o tratamento. É preciso muitos equipamentos e seguir uma série de regras.

Até o momento não existe como prevenir o seu gato da doença. Leve o animal regularmente a um veterinário para descobrir possíveis problemas de saúde.

Add comment

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.