Cats.blog.br
Gato Chartreux

Guia de Raças: Gato Chartreux

Gato Chartreux

Origem e história do Chartreux

Contando com um lindo pelo azul acinzentado e sóbrio, combinando perfeitamente com os monges, seus primeiros companheiros, a origem do Chartreux está associada à Ordem Cartuxa da França, onde esse gato teria sido a companhia perfeita para monges e padres que viviam em locais silenciosos e solitários. Ainda que isso seja uma lenda e que não exista nenhuma comprovação para tal, essa é primeira história contada quando falamos da origem do Chartreux.

Outro cenário provável de sua origem, é que eram uma raça natural comumente encontrada na França por volta do século 18, e conhecida por ser utilizada na caça a ratos em casas, lojas e estábulos. Infelizmente, por causa de seu pelo azul acinzentado e brilhantes, ele também chamava a atenção daqueles que produziam casacos de pele. A pele do Chartreux gerava um tipo de lã luxuosa e por isso era muito rentável.

A primeira referência documentada ao nome Chartreux para designar esses gatos azuis acinzentados aparece no Dicionário Universal de Comércio, História Natural e Artes de Savvary of Brusion, publicado em 1723, que também menciona a associação dos gatos ao o comércio de peles. O naturalista francês George-Louis Leclerc, conde de Buffon, descreveu-os como um tipo de gato francês azul e deu-lhes o nome latino “Felis catus coeruleus”, que significa “gato azul”.

Sendo assim, até o início do século XX essa raça era negligenciada e tinham uma reprodução livre pelas ruas de Paris, sendo principalmente requisitadas por causa de sua pele ou de sua habilidade de caça. Apenas após a Primeira Guerra Mundial os admiradores do “francês azul” começaram a tomar atitudes para preservar a raça. Nessa época, foram reunidos tantos gatos quanto foi possível para que um padrão de raça começasse a tomar forma.

Utilizando apenas os gatos classificados segundo o padrão determinado por eles e apostando em sua reprodução, esses criadores foram capazes de começar a exibir os gatos em shows europeus por volta de 1930. Um dos primeiros adeptos da raça foi a romancista “Colette”, cujo Chartreux Saha tomou lugar no livro “La Chatte”. O general Charles de Gaulle também era conhecido por amar a raça, possuindo um Chartreux chamado “Gris Gris”.

Começar a criar a raça Chartreux foi um bem sem precedentes feito pelos criadores, uma vez que após a Segunda Guerra Mundial, não se viu mais nenhum gato do tipo Chartreux perambulando pelas ruas. Os Chartreux ainda são considerados uma raça incomum ou rara, e foram importados pela primeira vez para os Estados Unidos somente em 1970, sendo reconhecidos pela Cat Fanciers Association em 1987.

Apesar de sua origem ser europeia, hoje em dia o Chartreux é mais conhecido nos Estados Unidos do que na Europa.

Características físicas do Chartreux

Com um peso normalmente entre os 7 e 16 quilogramas, o Chartreux tem um corpo robusto e poderoso envolto em uma pelagem curta, grossa, e repelente de água. Além de sua pele bonita, seu traço mais distintivo são seus olhos laranja profundo, que compõem uma cabeça arredondada e larga. Com as bochechas cheias e uma expressão doce, aparenta estar sempre sorrindo. Suas orelhas de tamanho médio ficam na parte superior da cabeça.

O tipo de corpo do Chartreux é às vezes descrito como primitivo, sendo robusto, com ombros largos e um peito profundo. Suas pernas relativamente curtas e de ossos finos terminam em patas redondas e médias que parecem quase delicadas. Possui ainda uma cauda flexível e pesada na base que termina em uma ponta oval.

Apesar de seu corpo robusto e de sua massa muscular sólida, esse gato é bastante flexível e ágil. Por poder chegar aos 16 quilos na fase adulta, ao pegá-lo no colo você pode se surpreender com seu peso, porém, o Chartreux cresce lentamente atingindo seu tamanho ideal entre os 4 e 5 anos de idade.

O pelo duplo médio-curto tem uma textura que lembra lã, e que pode variar dependendo da idade e do sexo do felino, assim como em relação ao clima em que ele vive. Por exemplo, machos adultos têm o pelo mais pesado, enquanto fêmeas ou gatos filhotes podem ter um pelo mais fino e sedoso.

Quanto a coloração do seu pelo, o Chartreux poderá contar com diversos tons de azul-acinzentado. As pontas de seu pelo contam com pequenas pontas prateadas, dando um brilho extra a pelagem que quando adultos será totalmente uniforme. Quando ao seu olhar, ele conta com um nariz ardósia-cinzento, lábios azuis e almofadas de pata de rosa-taupe.

Temperamento do Chartreux

O Chartreux pode muito bem ser comparado a um mímico, silencioso, mas comunicativo e às vezes um pouco bobo. Intercalar breves períodos de brincadeira, cochilos e refeições são sua ideia de um dia perfeito.

Quando ele não está mostrando sua habilidade acrobática ao perseguir um brinquedo, ele é um companheiro atencioso e gentil que gosta de ficar perto de sua família e observar suas ações. Ele aprecia qualquer atenção que ele recebe, especialmente se envolve acaricia-lo sob o queixo ou entre as orelhas, mas ele não é exigente. Porém, se você está em um dia ruim, ele provavelmente irá tentar dormir na sua cama e ficar o mais perto possível de você.

Miando raramente, o Chartreux prefere se expressar através de seus olhos cor de abóbora. Se necessário, no entanto, ele pode miar bem baixo. Tenha o hábito de observá-lo com cuidado e estar familiarizado com suas ações, uma vez que é improvável que ele irá vocalizar qualquer desconforto ou fazer qualquer som permitindo que você saiba onde ele está.

O Chartreux é um gato adaptável e com uma personalidade nem tão extrovertida, nem tão introspectiva, ficando no meio entre a socialização e a timidez. Se você recebe convidados, ele inicialmente irá apenas observar e caso se sinta confortável, fará contato. Sua natureza calma o torna adequado para ficar em casa sozinho, mas ele não se opõe a presença de outro gato ou cachorro. Essa mesma boa natureza faz dele um bom companheiro de viagem, sendo adequado por exemplo, a um motorista de caminhão de longa distância. Por outros, se a sua rotina está em dia e tudo corre bem, o seu Chartreux estará feliz.

O Chartreaux é um gato alegre e educado, e é realmente um prazer conviver com ele. Este é um gato que faz o seu melhor para tentar obedecer às regras. Sempre o trate gentilmente e pacientemente, e você será recompensado com um amigo para a vida.

Saúde e Cuidados

Os Chartreux são geralmente saudáveis, mas a doença genética mais comum nessa raça é a luxação patelar, normalmente hereditária, e que pode variar de leve a grave. A luxação patelar leve raramente causa problemas, mas casos graves causam claudicação, podendo ser classificados como casos cirúrgicos, tentando amenizar a dor do seu Chartreux.

Com pelo curto e grosso, fica fácil fazer uma escovação semanal no seu Chartreux. Na primavera, porém, os pelos costumam cair com maior frequência, o que fará necessária uma escovação também mais frequente.

Um banho raramente é necessário. Escovar os dentes semanalmente é essencial para prevenir a doença periodontal. Limpe seus olhos com um pano úmido e macio, utilizando um lado do pano para cada olho. Mantenha sua caixa de areia sempre limpa.

Add comment

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.