Micose felina: conheça as causas, tratamento e prevenção

Cada vez mais, as pessoas estão optando pelo gato como o seu principal animal de estimação. Para mantê-lo saudável, são necessários carinho e uma boa alimentação. Mas, não é só isso: também é preciso ficar de olho em possíveis fungos que possam aparecer no seu felino.

A micose é uma das mais comuns que afetam os felinos. Pode ser uma novidade para alguns, mas é uma doença séria. Os gatos podem desenvolver a micose, que se trata de uma infecção na pele do animal. Iremos mostrar logo abaixo os motivos para essa doença, o tratamento, além de outras dicas essenciais para manter o seu pet longe da micose.

Quais os ambientes que podem acarretar o surgimento da micose?

Qualquer gato pode acabar contraindo a doença se estiver em um local propício à proliferação de fungos. Por isso, para evitar que o seu bichano tenha micose, é preferencial mantê-lo em um ambiente seco, sem muito calor, e tentar manter a imunidade dele sempre elevada.

Principais sintomas

Confira abaixo quais são os principais sinais de que o seu gato pode ter contraído uma micose. Caso ele apresente quaisquer dos sintomas a seguir, procure um veterinário o mais rápido possível:

  • Falta de pelo em algumas regiões do corpo;
  • Manchas circulares e avermelhadas no corpo do animal. Geralmente, são mais vistas nos locais onde o pelo está caindo;
  • Odor que possa estar saindo do pelo;
  • Os gatos que estão infectados costumam lamber com constância a região infectada.

Micose é contagiosa?

Sim. O seu gato pode passar a doença para outros animais, para um cachorro, e até para seres humanos. Inclusive, ele pode ter contraído a doença em contato com outro gato também doente, com um local que esteja infectado ou com algum roedor que fosse portador da doença. Por isso, ao desconfiar que o seu bichano seja portador da doença, é preciso separá-lo do restante dos animais da casa e levá-lo o mais rápido possível a um veterinário.

Tratamento da micose felina

Para começar um tratamento mais adequado, é importante saber se o que o seu gato tem é, de fato, micose ou não. Se o veterinário confirmar que é micose, uma das primeiras coisas que você precisa fazer é limpar totalmente o local onde o seu gato costuma passar o dia. Tire toda a poeira, lave tudo, troque a areia da caixa do seu gato e etc.

Faça a limpeza profunda das zonas que foram afetadas pela micose no corpo do seu animal. Use produtos que possam curar a pele do animal e, também, desinfetá-la. Geralmente, o veterinário indica uma pomada para passar nas partes afetadas.

Mantenha a limpeza e o tratamento do seu pet. Com o passar do tempo, ele pode parecer está curado, mas, para ter certeza, é necessário que sejam refeitos os exames.

Dicas simples de como evitar a micose felina

  • Mantenha o seu gato bem alimentado. Com uma dieta balanceada, ele vai aumentar as suas defesas naturais, evitando assim o contágio com a micose.
  • Após o banho, não deixe o seu gato molhado. Lembre-se sempre de enxugar bem todas as partes do corpo do animal, principalmente entre os dedos.
  • Sempre vá ao veterinário. Ele vai ficar de olho em possíveis doenças e infecções, o que pode evitar muita dor de cabeça.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh