Guia de Raças: Gato Oriental

O Gato Oriental é uma raça híbrida de siamês, desenvolvida a partir do início do século XX, na Inglaterra. Isso significa que ele reúne várias das características estruturais e tradicionais do siamês, mas uma variedade maior de coros e padrões de pelagem, além de um comportamento um pouco diferenciado.

O que realmente chama a atenção, no entanto, é sua cabeça distinta e aparência exótica, com o rosto fino e grandes orelhas triangulares. Independentes e divertidos, os gatos da raça oriental são bons companheiros para quem busca um animal que dependa um pouco menos da companhia e atenção constantes.

Saiba mais sobre o gato oriental, suas principais características e desenvolvimento histórico:

História e origens

O local da atual Tailândia é o berço de várias raças de gato, incluindo os gatos siameses. No passado, a nobreza local tinha o hábito de criar gatos, especialmente aqueles com olhos azuis e cores gradientes. Estes gatos tinham vida luxuosa, e rapidamente chamaram a atenção dos povos ocidentais.

No século XIX, há o registro de vários gatos siameses em território inglês – mesmo período em que surgem as primeiras anotações de cruzamentos e geneticistas que tratam a raça de forma específica. O estilo de corpo do gato siamês interessava aos ingleses, mas eles buscavam padrões mais variados de coloração.

Entre as várias iniciativas neste sentido, o cruzamento do siamês com europeus comuns e os chamados Russian Blues começaram a desenvolver o gato oriental na década de 1950. Nas Américas, criadores diferentes criaram novas versões de gato oriental através de seus próprios cruzamentos, o que garantiu boa variabilidade genética à raça.

Seu visual incomum e exótico rapidamente ganhou popularidade, e  fez com que o gato oriental fosse reconhecido oficialmente em 1972 como uma raça distinta da família Siamesa, em suas variadas formas e padrões.

Aspectos físicos

O gato oriental é um raça comprida, esguia e bastante flexível. Seu corpo magro contrasta com as enormes orelhas e o rosto pontudo. Seus olhos amendoados também fazem com que este gato nem sempre seja associado à família dos siameses.

De forma geral, no entanto, suas principais características não negam o pertencimento à família siamesa, com o diferencial da grande quantidade de variações de coloração e pelagem. Alguns dos padrões mais conhecidos do gato oriental são o branco puro, o caramelho, o preto e algumas versões bicolores. A popularidade dos padrões depende do local onde o gato está sendo analisado.

Personalidade e temperamento

O gato oriental é, em boa parte de seu tempo, independente e em busca de aventuras. Um aspecto curioso, no entanto, é que quando ele exige atenção, será necessário dar atenção a ele, ou espere por um retorno vocal e contínuo.

Além disso, é uma raça sempre entretida em todas as suas atividades, que sente-se recompensada e recompensa sua família de forma afetuosa. Se você pretende ter um gato oriental, saiba que ele provavelmente acompanhará você nas atividades de rotina, tendo sido chamado ou não.

Cuidados e atenção à saúde

De forma geral, um gato oriental é saudável e não exige muitos cuidados no que diz respeito a escovação e atenções especiais à sua rotina. Ele tradicionalmente sofre, no entanto, de problemas na formação do crânio, e possíveis complicações vindas neste sentido. Por isso, é essencial acompanhar seu crescimento até a idade adulta, em observação a respeito de quaisquer problemas desenvolvidos.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh